O futuro dos Ecossistemas Marinhos do Rio

10/09/2021

Enseada do Botafogo, Rio de Janeiro.  Crédito: Ricardo Gomes

O Rio de Janeiro é uma cidade litorânea altamente urbanizada, onde o ambiente marinho é ecológica e economicamente importante para as atividades de pesca, transporte de embarcações e lazer, dentre muitas outras. Apesar disso, as águas costeiras e marinhas do Rio são altamente impactadas pela poluição industrial e urbana, de aterros sanitários, de embarcações e das atividades que desenvolvemos nos ecossistemas costeiros e as áreas emersas que os cercam.

Considerando o aumento da frequência de lançamento de poluentes urbanos e a intensificação dos eventos climáticos é importante monitorar e avaliar a saúde dos ecossistemas costeiros e marinhos para termos informações que possam orientar a gestão e conservação desse território. Mais importante ainda é engajar os gestores, a academia e a sociedade nessa discussão. Para isso, o Webinário:  irá reunir um time de especialistas para contar pra gente o que vem sendo feito com relação à situação dos ecossistemas costeiros e marinhos do Rio e debater como podemos aumentar a atuação em prol da saúde desses ecossistemas e, sendo ambiciosos, dos ecossistemas de todo Brasil.

O webinário é uma atividade Satélite do Laboratório "A Predicted Ocean" da Década do Oceano e tem como objetivo engajar pesquisadores, atores sociais e a sociedade no monitoramento das condições atuais para gerar modelos de predição das condições futuras que envolvam os ecossistemas marinhos, visando a qualidade ambiental, o uso sustentável e o bem-estar social. 

VENHA CONFERIR!

O Webinar será transmitido pelo nosso canal do You.tube!

Data: 16 de Setembro de 2021

Horário: 14h30 (Horário de Brasília)

Acesse aqui: CANAL DA CÁTEDRA
Passa lá e ativa o sininho para não perder as novidades.

Conheça os participantes

Eduardo Cavaliere

Eduardo é Secretário do Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro e coordenador nacional do CB27, as capitais brasileiras unidas na busca de soluções para os desafios ambientais.

Alexander Turra

Alexander é professor titular do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IOUSP) e coordenador da Cátedra UNESCO para a Sustentabilidade do Oceano, sediada no Instituto Oceanográfico e no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. É biólogo com mestrado e doutorado em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas e bolsista 1B de produtividade em pesquisa do CNPq. A atuação está voltada para o exercício da pesquisa interdisciplinar e integrada, com foco em temas como governança, manejo integrado e conservação marinha, impacto ambiental marinho, mudanças climáticas, poluição marinha (lixo nos mares) e biodiversidade marinha.

Simone Pennafirme

Simone é bióloga marinha pela Universidade Federal Fluminense, com doutorado também em Biologia Marinha pela mesma universidade. Atualmente é pesquisadora de pós-doutorado no Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira – Marinha do Brasil, com foco no uso de novas tecnologias para o mapeamento tridimensional dos parâmetros físicos, químicos e biológicos do oceano. Recentemente assumiu a gerência do recém criado Núcleo de Vida Marinha da Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro, com vistas à integração dos ambientes marinhos e costeiros na agenda municipal.

Priscila Lange

Priscila é Bióloga Marinha (UFRJ-Brasil), com M.Sc. em Oceanografia Biológica (FURG-Brasil), doutorado em Ciências da Terra (University of Oxford-UK) e pesquisa de pós-doutorado (NASA-USA) em sensoriamento remoto de fitoplâncton e óptica oceânica. Priscila é atualmente professora visitante do Departamento de Meteorologia da UFRJ (Brasil) e integra o Laboratório de Aplicação de Satélites Ambientais (LASA), utilizando sensoriamento remoto por satélite para estudo de ecossistemas marinhos.

Mauro Cirano

Mauro é um Oceanógrafo Físico (PhD na University of New South Wales, Sydney, Austrália) e Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Seus interesses de pesquisa incluem o estudo dos processos de circulação em regiões costeiras e oceânicas, ambos com base na análise de dados oceanográficos e modelagem numérica da circulação. Ele é membro do GOOS brasileiro (sistema nacional de observação dos oceanos) e coordena dois programas operacionais de oceanografia endossados ​​pela Década Oceânica da ONU.

Gleyci Moser

Gleyci é bióloga, com doutorado em Oceanografia (Oceanografia Biológica) pela Universidade de São Paulo (2002) e especialização em Cultivo de Microalgas pelo Provasoli-Guillard Center for Culture of Marine Phytoplankton (Boothbay-Harbor, Maine EUA). Desde 2008 é professora da Faculdade de Oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Tatiana Ribeiro

Tatiana é bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Mestre em Ecologia pela mesma Universidade. Desde 2002 é analista ambiental do IBAMA e, posteriormente, ICMBio. Já trabalhou em diferentes cidades e funções ao longo de sua carreira e, desde 2017, atua como gestora do Monumento Natural das Ilhas Cagarras, no Rio de Janeiro.

Luiz Constantino

Luiz é Bacharel em Ciências Biológicas - Modalidade Biologia Marinha pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005), com foco na pesca artesanal de elasmobrânquios na costa do Município do Rio de Janeiro e M. Sc. em Zoologia pelo Programa de Pós-Graduação em Zoologia (PPGZOO) - Museu Nacional do Rio de Janeiro/UFRJ (2008), com pesca e ecologia de peixes na Baía de Guanabara. Atuou como consultor independente na elaboração de Estudos de Impacto Ambiental, Monitoramento de ictiofauna e de desembarque pesqueiro da pesca artesanal. Atualmente é Biólogo do Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro (Inea).

Abílio Soares Gomes

Abílio é professor titular do Departamento de Biologia Marinha da UFF (Brasil). Abílio é biólogo marinho, com um M.Sc. em zoologia e doutoramento em oceanografia biológica (USP-Brasil). Atualmente é chefe do Laboratório de Ecologia de Sedimentos (EcoSed), Chefe do Departamento de Biologia Marinha e Co-chefe do Programa de Pós-Graduação em Dinâmica do Oceano e da Terra (UFF-Brasil). Sua pesquisa se concentra na ecologia de populações e de comunidades e nos impactos ambientais em habitats bentônicos de sedimentos.

Silvia Nascimento

Silvia é professora associada da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO. Seu trabalho se concentra na ecologia, taxonomia e produção de biotoxina por microalgas marinhas prejudiciais, particularmente em dinoflagelados bentônicos. Silvia tem realizado pesquisas no litoral do Rio de Janeiro e nas ilhas oceânicas do Atlântico Sul. Pesquisar e compartilhar o conhecimento sobre a biodiversidade dos oceanos tropicais visando um futuro mais sustentável é sua grande motivação.

Márcio dos Santos

Márcio é pescador, praticante de esportes no mar, bacharel em Design pela Pontifícia Universidade Católica Puc-RJ e ativista ambiental. É cofundador do “Núcleo Maré”, organização não governamental voltada para a cultura oceânica na Cidade do Rio de Janeiro.

Lino Sander

Lino é Físico (UFMG-Brasil), com Mestrado em Ciências e doutorado em Sensoriamento Remoto (INPE-Brasil). Atualmente tem interesse em sensoriamento remoto de águas interiores e costeiras, correção atmosférica, ótica hidrológica e impacto ambiental e humano em águas interiores e costeiras. Lino é professor adjunto do Instituto de Geociências (UFRJ-Brasil) e pesquisador do Laboratório de Aplicação de Satélites Ambientais (LASA-UFRJ).